Senador Sá

SENADOR SÁ E SUA ORIGEM

SUMÁRIO

1-INTRODUÇÃO
2-JUSTIFICATIVA
3-OBJETIVO
4-METODOLOGIA
5-CARACTERÍSTICA GEOGRÁFICA
5.1-ORIGEM
5.2-LOCALIZALÇÃO GEOGRÁFICA
5.3-BAIRROS
5.4-HIDROGRAFIA
5.5-LIMITE TERRITORIAL
5.6-CLIMA
5.7-ASPECTOS GEOGRÁFICOS
6-ASPECTOS SOCIAIS.
6.1-HISTÓRIA DA EDUCAÇÃO
6.2-SAÚDE
6.3-AÇÃO SOCIAL
6.4-SEGURANÇA
6.5-RELIGIÃO
6.6-LENDAS
7-ASPECTOS ECONÔMICO
7.1-ECONOMIA
7.2-TIPOS DE COMERCIO
7.3-PRODUTOS ARTENAZAIS
7.4-MEIOS DE TRANSPORTES
7.5-TURISMO
8-POLÍTICA
9-CONCLUSÃO.
                                                          
INTRODUÇÃO

A pesquisa está abordando a origem do município de Senador Sá buscando envolver toda a sua evolução sem omitir sua peculiaridade trazendo um pouco de sua história em todos os aspectos, geográfico, político, econômico, educacional e sócio cultural.
O trajeto percorrido por esta evolução conta muitos fatos, durante todo o seu desenvolvimento, primeiro como distrito e depois como cidade. Seus primeiros moradores, e a participação da igreja que foi parte fundamental no processo de emancipação do município, e enfim fatos que de alguma forma ou de outra tiveram êxito para que este município se desenvolvesse.
- JUSTIFICATIVA

         O trabalho foi realizado com base em pesquisa de campo, onde foram indagados vários moradores que falaram como ocorreu a emancipação politica do munícipio, falamos do desenvolvimento econômico desde a criação do munícipio até os dias atuais. De como evoluiu a sociedade de Senador Sá falamos de suas culturas e de suas evoluções ocorridas ao longo do tempo como cidade.
Esse trabalho esta me proporcionando a incentiva as novas gerações a resgatar a cultura e os costumes locais proporcionando-lhe o conhecimento de nossa terra como um todo e perceber as modificações no decorrer do tempo

                                      - OBJETIVO -
Foi buscar informações antigas e recentes sobre nossa história, identificando as características do lugar onde moramos, bem como a politica, saúde, educação, origem, população e outros. 

- METODOLOGIA
Foi realizada através de pesquisas de campo com, entrevistando os moradores mais antigos, artigos e outros meios de informações.
CARACTERIZAÇÃO GEOGRÁFICA
Origem de Senador Sá
             Em região de aspecto sertanejo, com características peculiares, surgia o povoado inicialmente denominado de Pitombeiras. Era distrito de massapê a ele anexado pela lei Nº 448 de 20 de dezembro de 1938, mudou o nome para Senador Sá, nome dado em homenagem ao senador Francisco de Sá, ministro de influencia politica do estado do Ceará estado que representava no senado federal.
          Senador Sá no dia 23 de agosto de 1957 passava da categoria de distrito de massapê como o nome de pitombeira, para município independente, com lei e território próprio, para chegar onde está, Senador Sá contou com uma grande influencia, da igreja católica na pessoa do pároco Pe. Helênio, que contribuiu significante no processo de independência deste.
           Senador Sá teve sua emancipação politica no ano de 1957. Mas só teve um prefeito eleito pelo voto popular em 1959 quando foi eleito ALFREDO RIBEIRO CAMPO, sua gestão durou apenas um ano, logo veio a falecer, assumindo seu vice. Sr. João Valdivino, que ficou no cargo de prefeito por dois anos. O período de mandato dos dois durou apenas três anos.
              LOCALIZAÇÃO GEOGRÁFICA
 A  noroeste  do estado.
-AREA GEOGRAFICA 423,917 km²
-RENDA PERCAPITA -PAB- fixa anual é de aproximadamente 97.581.000
-POPULAÇÃO: 6.852 Habitantes, destes sendo na zona urbana: 5.068 e na zona rural: 1.784.
-DENSIDADE DEMOGRÁFICA: 16,16 Habit/KM²
-DISTANCIA DA CAPITAL: 268 km

BAIRROS
Senador Sá esta dividido em apenas 3 bairros, e todos ele não estão adequadamente estruturado com saneamento básico, apenas o centro da cidade recebeu esta estrutura, temos no centro como ponto de lazer uma quadra esportiva, e no bairro N. Senhora do Amparo temos um campo de futebol e uma creche modelo bem estrutura. O outro tem apenas o básico, agua encanada e energia elétrica.

HIDROGRAFIA
Na parte hidrográfica contamos com dois mananciais, o açude do poço salgado localizada na sede do município, a lagoa do enjeitado, o açude Ésio de Sousa no distrito de Salão, o açude tucunduba no distrito de serrota, e ainda podemos contar com poços artesanais nas fazendas e lugarejos. Contamos também com dois grandes rios que conta os arredores do município, mas só tem agua durante o inverno.

LIMITES TERITORIAIS
Ao norte com: Marco, Granja e Martinópole.
Ao sul com: Massapê Santana do Acaraú
Ao leste com: Santana do Acaraú, Morrinhos e Marcos
Ao Oeste com: Martinópoles, Uruoca, e Moraújo.
CLIMA
Tropical Quente semiárido brando
Tropical quente semiárido
 * Pluviosidades- 1.018.8
- Temperatura média-26° a 28°
- Período chuvoso- De janeiro a junho.
* Depressão sertaneja e tabuleiros pré- litorânea
ASPECTOS GEOGRAFICOS
Senador Sá, é um dos 184 municípios cearense geograficamente situado a noroeste do Estado e apresenta clima semiárido. Sua vegetação varia conforme a distribuição das chuvas, e como sabemos que seu clima é semiárido, o solo é coberto pela caatinga (mata branca em tupi) vegetação predominante, sendo do tipo arbustivo denso e arbusto aberto. Uma das arvores mais importantes desse bioma é o juazeiro que resiste a seca mais forte permanecendo sempre verde, também podemos destacar a aroeira, o cajueiro e a oiticica.
O cerrado, formado por árvores baixas de casca grossa e troncos retorcidos afastados umas das outras em meio a vegetação rasteira (campo). Encontra-se no cerrado uma grande variedade de plantas medicinais e frutíferas como, por exemplo, o pau santo, nome dado a planta, segundo moradores mais antigos, por soltar um liquido vermelho cor de sangue, esse vegetal pode ser encontrado na serra do olho d’água dos picos existem também a gabiroba, catuaba e angelim entre outros.
Como o munícipio também fica próximo a zona litorânea, temos uns traços de complexos vegetacional ou mata de várzea, onde encontramos a predominância de carnaúbas, babaçus e buriti.
ASPECTOS SOCIAIS
HISTORIA DA EDUCAÇÃO
Desde a época de pitombeira, quando era distrito de massapê até a fundação da cidade em 1957, a educação do município de Senador Sá não apresentava registros de documentação escolar nem estruturação das unidades de ensino, mesmo após a posse do 1º prefeito a educação continuava sendo ministrada isoladamente por três professoras alfabetizadoras; Maria de Jesus Apoliano, Etelvina Sousa e Neném Maria.
Somente em 1959, foi constituído o instituto N.S do Amparo, em homenagem a padroeira vinculada a congregação missionária do coração de Jesus, sob o apoio eclesial de padre Heleno Pereira, e a educação primaria vai se estabelecendo com o ensino missionário.
Em 07 de outubro de 1969, é fundada a Escola Coronel Apoliano, pertencente ao estado, na gestão do governador Plácido Castelo, e em 1972 José Aguiar atual prefeito constrói a escola Cesar Cals, mas só foi a partir de 1975 que nossa educação começou a tomar novos rumos, já podíamos contar com pessoas capacitadas para ensinar as primeiras letras, como: Maria Zélia Gomes, Tereza Queiróz, Irismar Queiróz, Neuza Rodriguez, Socorro Sérgio e Perolina Oliveira.
Nos registros do regime ditatorial, a educação sofreu fortes influencias como em nível nacional, sobre as ideias de Paulo freire, chegando a fundar o movimento brasileiro de alfabetização-MOBRAL, na década de 1970.
Durante todo esse período, a educação senadorsaense era realizada por professores alfabetizadores que se responsabilizavam pelas primeiras noções de letramentos e de calculo, no antigo primário (de 1º a 4º serie do primeiro grau ). Na zona rural existiam as chamadas casa da professora onde se ensinavam apenas a ler e escrever.
Saindo de 1970, com uma trajetória educacional bastante constrangedora chegamos a 1998 com ideias inovadoras, cria-se o fundeb para dar maior animo aos educadores. Em 2000, o município assina convenio com a Universidade Estadual Vale do Acaraú para oferecer uma turma de Licenciatura em Pedagogia em Regime Especial com habilitação nas series inicial e nas disciplinas pedagógicas. Com isso nossa educação ganha novos programas e construções de novas escolas dentro do município, ônibus para transportar os alunos para as escolas, transporte universitários e outros.
Hoje podemos contar com um quadro de profissionais todos qualificados em todas as áreas da educação, tanto municipais como estadual. Outro grande avanço é a aprovação da lei n° 047/2009 que dispõe sobre o sistema municipal de educação guiando-se nas diretrizes e normas da LBD, no ano de 2010 o município avança nos resultados do spaece alfa chegando a condição de alfabetização suficiente, com uma media de província de 138,7 estando entre os dez municípios que mais avançaram em alfabetização. A lei do piso salarial é aprovada e vem mais da educação. Todas as escolas são credenciais pela resolução nº 430/2009 através do SISP e pelo CEE.
- SAÚDE:
Senador Sá possui como centro de saúde, o centro de saúde Senador Sá, e conto com dois postos nos distritos, além de alguns pontos estratégicos nas vilas e fazendas. Temos um hospital na sede que contam com os serviços essenciais de emergência, com atendimento ambulatório 24 horas por dias com médicos, enfermeiras e auxiliares todos formados na área.
Para completar contamos com os serviços de ambulância equipado com UTI móvel. Quanto ao programa de saúde da família-PSF, este atende em 15 localidades. Todo campo médico do município corresponde a três médicos, 1 dentista, 4 enfermeiras, 1 fisioterapeuta, 1 farmacêutico e 6 auxiliares de enfermagem. As instituições atuantes no atendimento a saúde de Senador Sá são: a fundação nacional de saúde-FNS e o sistema único de saúde-SUS.
Com relação aos programas de saúde introduzidos no município pela secretaria se saúde, tem-se:
·         Programa de saúde reprodutiva-PSR
·         Programa de hipertensão-PH
·         Programa de saúde da criança-PSC
·         Programa de saúde da mulher-PSM
·         Programa do diabetes-PD

AÇÃO SOCIAL
A secretaria da ação social do município destaca-se por ter diversos projetos em andamento direcionados a criança, adolescentes, jovens e idosos, tais como: jovens da 3º idade, com atividades lúdicas, danças e outras atividades. Além disso, a referida secretaria tem como meta a universalização dos direitos sociais sob o ponto de vista das pessoas com capacidades diferenciadas. Outros projetos envolvem a estrutura da secretaria, como por exemplo, o centro de referencia de assistência social-CRAS e o fundo estadual de combate a pobreza- FECOP. O CRAS também oferece cursos de teatro para os adolescentes em parceria com a secretaria de cultura.
SEGURANÇA
Existe uma delegacia de policia na sede e o outro no distrito de Serrota. Para o patrulhamento há um efetivo de 4 soldados e um delegado, que fazem a ronda no município com uma viatura. Contamos com um fórum que é vinculada a comarca de massapê, lá existe um juiz e um promotor e defensor publico. Nossa segurança esta bem equipada só falta funcionar adequadamente.

RELIGIÃO
A capela de Nossa Senhora do Amparo foi elevada a dignidade de paróquia aos 24 de junho de 1952, pelo bispo dom José tupinambá da frota, que considerando o crescimento da população católica do povoado de Senador Sá atendendo aos pedidos dos párocos interessados desmembrou a da paróquia de Santa Úrsula de massapê e de São Miguel de Marcos.
Dom José em sua eminente sabedoria de pastor considerando as boas qualidades do pastor Francisco Tarcísio Melo, em 08/07/1952 nomeou pároco da paróquia de Nossa Senhora do Amparo em Senador Sá, e assim os anos foram se passando e ao longo destes anos de paróquia tivemos 10 padres que muito fizeram pela nossa paróquia e pelo nosso município, que foram eles:
1º - Pe. Francisco Tarcísio de Melo.
2º - Pe. José Helênio Oliveira Pereira (fundador do instituto Nossa Senhora do Amparo).
3º - Pe. João Delmont de Carvalho
4º - Pe. Francisco Eudes Fernandes.
5º - Pe. Raimundo Nonato Gomes.
6º - Pe. Manoel Rômulo Rocha.
7 º - Pe. Luiz Cézar Evangelista
8º - Pe. João Batista de Oliveira
9º - Pe. João Bosco Linhares
10º- Pe. Maílson da Costa Sousa.
Bem nossa população não e muito dividida entre outras religiões, 80% é católica apenas 20% está dividida nas outras religiões, que em Senador Sá contamos com outras duas igrejas que não é a católica: Assembleia de Deus e a Pentecostal.

LENDAS
1-Capetinha da garrafa
2-Maria José Teixeira (lenda das cruzinhas)
3-Cururu do enjeitado
-Comentário das lendas:
1-Capetinha da garrafa
Segundo a lenda, nos arredores de Senador Sá morava um homem por nome de Anastácio que tinha um pacto com o demônio, ele mantinha dois demônios dentro de uma garrafa, de lá eles só saiam para ajudar Anastácio nas lidas na roça.
2- As cruzinhas
Algum tempo atrás existiu uma moça muito bonita com nome de Maria José, ela morreu defendendo sua honra quando foi atacada por um homem que queria lhe estupra-la, o ocorrido aconteceu no trajeto entre Senador Sá e Croa do Angico, lugar onde morava.
Durante a luta o homem mata a jovem e enterra na areia de um rio que passava ali perto, segundo os moradores do lugar o crime só foi descoberto dias depois, quando pessoas passavam ali perto onde ocorreu o crime, conta ainda a lenda que ouvia-se choro da jovem, e messe depois descobriram quem havia matado a moça, seu próprio namorado. Hoje ele é considerada uma santa para a população de Senador Sá, no lugar onde ela foi morta construíram uma capela para agradecer as graças alcançadas por ela em forma de promessas.
3- Cururu do Enjeitado
Segundo a lenda, o cururu cantava sempre que o inverno estava pra chegar, ele tinha uma garganta privilegiada, sempre que alguém ouvia, ficava muito animado pôs sábia que naquele ano haveria um bom inverno.
IDIOMA
O idioma falado é o português, com sotaque de nordestinos que somos.

ECONOMIA
A economia do município de Senador Sá baseia-se na exploração de pecuária, principalmente na criação de bovinos, caprinos, ovinas, suínos e outros. Em culturas agrícolas destacam-se o milho, feijão, mandioca, arroz e a mamona.
O comercio destaca-se como uma das principais atividades dos habitantes. Em resumo a economia do município se desenvolve por meio dos próprios moradores que por sua vez trabalham insensatamente no intuito de ver o crescimento de sua economia, causa que vem ganhado espaços nesses últimos anos, principalmente com as implantações dos funcionários do município que procuram investir suas economias dentro da própria região.
TIPO DE COMERCIO
Nossa cidade oferece poucas opções de comercio, temos um mercado publico desativo e algumas, bodegas em funcionamento, 3 mercantis, 4 lojas de eletrodoméstico, duas agencias bancarias e alguns barzinhos que é bastante movimentados nos finais de semana.
- PRODUTOS ARTEZANAL:
O artesanato do município e básico chapéu de palha da carnaubeira, arreios para animais de pele de tais, panelas e pratos feitos de barro.
- MEIOS DE TRANSPORTES:
Os meios de transportes bastante utilizado em nossa região ainda a bicicleta, o cavalo, a carroça e os mais sofisticados como a moto, os carros de passeios, ônibus e os carros de transportar cargas.
TURISMO
O turismo em Senador Sá ainda não esta bem implantada, pois contamos apenas com dois balneários, Ilha da fantasia no distrito de Serrota e a Brisa da Serra no vilarejo de penedo.
POLITICA
         Com a emancipação politica ocorrido ao longo do tempo podemos destacar os seguintes prefeitos eleitos pelo voto do povo, que são eles: 1º - Alfredo Ribeiro Campos: Período de 1959-1961, sua principal obra foi a ampliação de instituto nossa senhora do Amparo, mais reconhecido pela população senador-saense como colégio das freiras.
2º - José Moreira Correio: Período de 1962-1966. Sua principal obra, implantação da energia elétrica no município.
3º - Sancho Rodrigues de Oliveira: período de 1967-1971. Suas principais obras, inauguração da  energia elétrica e da escola Cel. Apoliano.
4º - José Aguiar Filho: período de 1972-1976. Suas principais obras foram Constituição da escola Gov. Cesar Cals, quadra poliesportiva, centro cultura, hoje sede da pastoral do idoso.
5º - Sancho Rodrigues de Oliveira: período de 1977-1980. Suas principais obras, construções de Creches e pavimentação de ruas.
6º - Alexandre Fonseca marques: Período de 1981-1984, suas principais obras foram: construções de casas habitacionais, galpão feirante, extensão de calçamento, na sede e nos distritos.
7º - Francisco Xavier de Mesquita: Período de 1985-1988. Suas Principais obras foram: Construções dos prédios que compõem os três poderes, praças, saneamento básico, valorização da educação e abertura de ruas.

8º - Lucineide Oliveira Lima: período de 1989-1992: suas principais obras: construção da escola Nossa Senhora do Amparo e o hospital maternidade Maria José Teixeira.
9º - Alexandre Fonseca marques: período de 1993 a 1996. Não constituiu nada apenas inaugurou o hospital que já havia sido construído.
10º - José Rui: período: 1997-2000. Suas principais obras foram: ativou o funcionamento de hospital, instalação de agua potável no município e asfaltou as principais ruas.
11º - Sancho Rodrigues: período de 2001-2004. Suas principais obras: implantação da escola Nossa Senhora do Amparo, construção de casas habitacionais e doações de terrenos.
12º - José Rui: período de 2005-2008. Suas principais obras foram; construção de casas habitacionais doações de terrenos, ampliação do hospital, construção de uma ilha digital, hoje abandonada, reforma da estação ferroviária (hoje prédio da ação social)
13º - Alex Sandro Rodrigues período de 2009-2012. Atualmente suas obras são; Continuação da creche modelo no bairro N.S do Amparo, pavimentação de ruas. Calçamento nos distritos, valorização da educação, implantação da telefonia móvel e outras obras ainda em andamento.
OVSERVAÇÃO: Como valorização da mulher na politica em nosso município pode destacar: Antônia Oliveira Morais (1º vereadora eleita )
2º Maria do Carmo Araújo (vereadora)
3º Vera Lúcia (vereadora)
4º Maria Anita (vereadora)
5ºLucileide de Oliveira Lima (8º prefeita da lista)
6º Regina Cordeiro (vereadora)
8º Margarida Silveira (vice-prefeita)
9º Maria das Dores Oliveira Mesquita Melo(vereadora)
10º Vera Lúcia Alexandrino Osterno(vereadora)
ATENÇÃO: Os referidos partidos não foram possíveis citá-los
         A politica em nosso município não esta concentrada nas mãos de apenas uma família tradicional, ela varia bastante entre o Aguiar e os Rodrigues de Oliveira.

CONCLUSÃO

Na analise dos dados coletados, me surpreende com a riqueza histórica que tem o munícipio, minhas experiências como morador investigador ainda aram muito pequena diante riqueza de fatos, mas cheio de surpresas históricas.
A riqueza maior está nas pessoas vivas, pois os registros escritos ainda são poucos, para desvendar estes mistérios devemos ir a campo, investigar os antigos moradores e coletar dados, para podermos escrever nossa própria história a nível de munícipio, os poucos registros que podemos encontrar por escrito estão exposto na SME do munícipio, mais é muito pobre de fatos ocorrido no munícipio, há algumas coisas na internet, mas são fatos ocorridos recentemente,
Trazendo para a realidade dos dias atuais, os moradores mais antigos tem uma grande preocupação com a nossa história, a maioria dela é apenas contada, não é de fato registrada para dar mais ênfase os fatos. Mais no meio disso tudo o munícipio conta com um livro escrito pelo escritor Ezio de Sousa, com o titulo “O PODER DAS AMARRAS”, O livro relata alguns fatos de nossa história.
As novas gerações tem uma preocupação um tanto passageira em investigar a história do próprio munícipio, é apenas para trabalhos escolares e pronto, eles ainda não se deram conta que temos uma história riquíssima de informação ocorrida ao longo do tempo.
Nossa sociedade está aberta para as inovações, ela não faz parte de uma hierarquia, seus padrões ditatoriais ficaram lá no passado, hoje são apenas lembranças que fez parte de suas histórias. Tivemos o privilegio de nos tornarmos cidade não tão desenvolvida, mas vivemos dentro dos padrões normais de uma cidade do interior.
BIBLIOGRAFIA

ATEÇÃO: Nos não temos fonte bibliográfica para citar, apenas os moradores antigos, pesquisa de campo e poucos artigos encontrados na SME do munícipio e na biblioteca da escola
-PESSOAS QUE FIZERAM OU FAZEM PARTE DA HISTÓRIA-
1- Antonio Fortunato (1º padeiro)
2-Luiz Ares (1º sanfoneiro vivo)
3-José Monteiro (artesão vivo)
4- Maria Zelia Gomes (ex. diretora, viva colaborando com nossa educação)
5- Maria do livramento Rogerio (dona do cartório viva e em atividade)
6- Sancho Rodrigues (ex. prefeito e líder politico local vivo)
7- JuvenalTeixeira (ex. presidente do sindicato dos trabalhadores rurais vivo)
- INSTITUIÇÕES COLABORADORAS-
1- Secretaria de Educação,
 2- Secretarias Paroquiais,
 3- Secretarias da Saúde,
4- Sindicatos dos T. Rurais
5- Escola Cel. Apoliano.
6- Escola N. Senhora do Amparo.

Fonte: 
Blog Prof Nenzinha

0 comentários:

Postar um comentário

Atenção!
Ao comentar, escolha as palavras corretas para que seu comentário atinja seu objetivo, expor sua opinião sobre determinado assunto.
Os comentários passaram por moderação da redação e serão publicados, independente do seu conteúdo, caso o comentarista tenha uma identificação válida!
Obrigado por comentar!